As vezes as lembranças parecem doer assim como uma farpa doi em baixo de sua unha,mas talvez haja solução...







As Vezes parece que estamos completamente sozinhos,em meio a um mundo pervertido e arrogante,onde as pessoas com olhos mals olham para nós e dizem -Fracassado.
O mundo que um dia foi um conto de fadas,hoje em dia nem realidade é mais,passou disso para um total pesadelo,de demonios e escuridão,um mundo nojento e repulsivo,onde seguro meu vomito para não despejar na cabeça daqueles que tentam se erguer.
Meu vomito...se fosse colocar algo para fora,alem de minhas palavras,seria todo o sentimento de ódio e magoas que sinto por você.
Não vou citar nomes aqui,embora não faça diferença,mas existem inumeras pessoas nas quais sinto ódio,não importa o quanto eu medite,o quanto faça tecnicas,meu ódio não vai embora,toda vez que eu me lembrar e sentir que estou mal,meu ódio volta.
E ele volta,como se fosse um encosto voltando novamente,ou como se fosse um abutre em busca novamente de mais carne podre para comer.
Talvez seja o fim,talvez seja a hora que devemos morrer,talvez seja a vida clamando por morte,a morte não é tão ruim assim,é o descanso eterno para os cansados de sofrer.
Talvez eu morra,ou talvez a vida me faça continuar vivendo e sofrendo,até o meu resto de carnes,tutano,ossos e viceras,ficarem todos amontuados num monte de carne moida humana,no qual sera comido pela dor novamente.
A vida ri de meu sofrimento,e provavelmente poucas almas vivas que neste blog habitam,devem rir tambem.
Rir de minha fraquesa e estado lamentavel no qual me encontro,dizem que "é quando sou fraco que estou forte".
Concordo com esta frase,pois cada vez que eu lembrar de você,mais ódio sentirei e mais forte ficarei.